QUEM FOI ANTÔNIO BICUDO CARNEIRO

Quem foi Antonio Bicudo Carneiro

Portugal concede nacionalidade portuguesa aos descendentes de Antonio Bicudo Carneiro, muitos deles brasileiros. Mas, quem foi Antonio Bicudo Carneiro?

António Bicudo Carneiro, segundo historiadores, pertencia a uma família de judeus sefarditas provenientes da Península Ibérica, sendo considerado pela Comunidade Israelita de Lisboa como um cristão novo.

Os judeus sefarditas ou marranos, eram povos que habitavam Portugal e a Espanha durante séculos e foram perseguidos pelo Tribunal do Santo Ofício criado pela Igreja Católica, ficando conhecido como o período da Inquisição.

Os judeus foram expulsos da Espanha em 1492 e muitos foram para Portugal, que dera abrigo temporário. No entanto, em 1496 o rei D. Manuel I, sob influência da Espanha e da Igreja Católica, determinou a expulsão dos judeus de Portugal sob pena de morte.

Para sobreviver inúmeros judeus se passavam por católicos, denominados de cristãos-novos. Além disso, muitos judeus fugiram para outros países, incluindo o Brasil.

António Bicudo Carneiro, era de família judia e cristão-novo, nasceu em Ponta Delgada, situado na ilha de São Miguel, pertencente à região autônoma dos Açores, Portugal. A data de nascimento é incerta, porém acredita-se que ele tenha nascido por volta do ano de 1.540.

Era filho de Vicente Annes Bicudo e Mecia Nunes. Seu pai era escrivão na Vila da Ribeira Grande, Açores e capitão de uma companhia, faleceu nesta Vila aos 27 de agosto de 1582.

Seus irmãos eram: Matias, Francisco, Nuno, Isabel, Jerônima, Manule, Guiomar, Beatriz e Vicente.

Antônio Bicudo Carneiro, na companhia de seu irmão Vicente Bicudo, saíram da ilha de São Miguel para a capitania de São Paulo, por volta do ano de 1585, no período de seu povoamento.

No ano de 1610, requereu à Camâra de São Paulo 300 braças de terra em quadra, partindo pelo rio de Carapicuíba, declarando que há muitos anos que habitava aquela terra, onde sempre ajudavam com suas pessoas e armas ao bem público nas guerras contra os portugueses.

António se casou com Izabel Rodrigues e tiveram 6 filhos: Antonio Bicudo, Domingos Nunes Bicudo, Marta Mendonça, Jerónima de Mendonça, Guimar Bicudo, Maria Bicudo (também conhecida com Mécia Bicudo).

A maioria dos filhos de Antônio Bicudo Carneiro se casaram e tiveram filhos, continuando a linhagem familiar.

Dessa forma, há inúmeros descendentes da família de António Bicudo Carneiro vivos no Brasil, sendo que muitos deles podem ser identificados através de estudos genealógicos.

Assim, é possível que os descendentes de António Bicudo Carneiro e de outros judeus sefarditas expulsos de Portugal, tenham direito à cidadania portuguesa.

 

Processo de Nacionalidade Portuguesa via judeu sefardita

Após a certificação do judeu sefardita pela Comunidade Israelita, poderá dar entrada no processo de nacionalidade portuguesa ou ser representada por um advogado inscrito na Ordem dos Advogados em Portugal.

A assessoria jurídica para o processo de nacionalidade portuguesa pode ser determinante para a conquista do sonhado passaporte português.

 

Fontes:

– LEME, Luiz Gonzaga da Silva, Genealogia Paulistana, Vol.6

– RODRIGUES, Rodrigo: Genealogias de São Miguel e Santa Maria, Lisboa, DisLivro Histórica, 2008.

 

Ficou com alguma dúvida sobre o tema? Envie-nos um e-mail para cksassoadv@gmail.com.

 

Leia também: Nacionalidade Portuguesa para filhos, Nacionalidade Portuguesa para netos e Nacionalidade Portuguesa pelo casamento antes de 1981 ou depois de 1981.

Deseja receber mais conteúdos como este? Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook e Instagram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.